29/01/2018

Falta de manutenção preventiva causa incêndio em hospital

Um incêndio atingiu a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Bertioga, no litoral de São Paulo, na manhã desta terça-feira (23). Segundo informações do Corpo de Bombeiros, um curto-circuito em um disjuntor deu início às chamas. Pacientes foram transferidos às pressas para outras unidades de saúde da cidade. Ninguém ficou ferido.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o incêndio começou, por volta das 10h, em um disjuntor no setor de emergência. Equipes do Corpo de Bombeiros, Guarda Civil e Polícia Militar foram ao local para controlar as chamas. Rapidamente, os pacientes foram transferidos para unidades de saúde próximas.

Com suspeita de dengue, Weverton Almeida estava dentro da unidade aguardando atendimento quando o fogo começou. “Eu fui para a UPA com suspeita de dengue. Ia tomar medicação e, de repente, os funcionários pediram para sairmos com urgência de lá porque tinha pegado fogo na caixa do disjuntor. Ouvi um estouro e vi o pessoal correndo no corredor com o extintor na mão”.

Segundo Weverton, logo em seguida, uma outra caixa pegou fogo e as chamas atingiram também uma porta de alumínio. “Foi tudo muito rápido. Tinha bastante fumaça tomando conta da UPA. Quando saí, vi pacientes tomando soro no meio da rua”, conta.

O paciente relata que houve muita correria e pessoas estavam chorando nos corredores da unidade. “Foi um susto grande. Depois, fomos levados para frente do hospital. O incêndio foi na UPA mas o pessoal do hospital teve que sair também pois dá acesso”.

Não há registro de feridos. O fogo foi controlado, mas as equipes Corpo de Bombeiros, Guarda Civil e Polícia Militar continuam dentro da unidade para fazer a ventilação do prédio que ficou repleto de fumaça.

Por meio de nota, a Secretaria de Saúde de Bertioga informou que todos os pacientes que estavam na unidade passabem bem. A Pasta afirma que o incêndio ocorreu em quadro elétrico da unidade e que a fumaça se espalhou pelos demais ambientes, ocasionando a evecuação imediata do prédio.

“A Defesa Civil também está no local para auxiliar. Nenhum atendimento de alta complexidade ou cirurgia acontecia no momento. A Administração informa ainda que as causas do incidente serão apuradas e que trabalhará fortemente para restabelecer o atendimento normal no complexo hospitalar”.

Fonte: G1 Santos

Imprensa – Exsergia

Nosso canal de imprensa foi desenvolvido para fornecer notícias e manter todos atualizados sobre as atividades.