19/12/2017

Empresa de Santos é prejudicada por ser homônima

Empresa de Santos é prejudicada por ser homônima de investigada na Lava Jato

A Exsergia, empresa localizada em Santos, está sendo prejudicada pela investigação envolvendo a liberação de empréstimos do BNDES para financiar obras da Odebrecht em Angola. O motivo: ela é homônima da empresa Exergia, cujo sócio Taiguara Rodrigues dos Santos – sobrinho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva – foi indiciado pela Polícia Federal na Operação Janus.

Em maio, Taiguara foi alvo de uma condução coercitiva a mando da PF. Há um ano, ele admitiu à CPI do BNDES que sua empresa Exergia Brasil, também situada em Santos, recebeu entre US$ 1,8 milhão e US$ 2 milhões por serviços prestados à Odebrecht na obra de ampliação e modernização da hidrelétrica de Cambambe, em Angola.

Desde maio, a Exsergia – empresa fundada em 2008 e que atua no segmento de soluções em infraestrutura e geração de energia – tem sido erroneamente confundida com a empresa citada na investigação da PF.

“Perdemos uma oportunidade de negócio em maio, época em que o Taiguara foi alvo da Polícia Federal. Tivemos o feed back de desistência pela desconfiança de que a nossa empresa, que é idônea e nunca teve ligação com a Odebrecht nem com nenhuma obra do Governo, foi confundida com a Exergia Brasil”, diz a diretora da Exsergia, Rosangela Perez.

Ela destaca que a Exergia Brasil foi criada em 2009. “Já a Exsergia foi fundada um ano antes. Além disso, atuamos em um ramo de engenharia diferente”, finaliza.

http://www.atribuna.com.br/noticias/detalhe/noticia/empresa-de-santos-e-prejudicada-por-ser-homonima-de-investigada-na-lava-jato/ 

Imprensa – Exsergia

Nosso canal de imprensa foi desenvolvido para fornecer notícias e manter todos atualizados sobre as atividades.